Escolha seu destino e expanda suas possibilidades

  • Valinhos & Serra dos Cocais

Clique Aqui e saiba mais sobre este Destino!
  • Turquia & Israel de Norte a Sul

  • Chile - Deserto do Atacama

  • Peru 

  • Noruega & Islândia

 
MARATONAFOTO TURQUIA.jpg

Turquia & Israel

Para alguns é somente o clima ensolarado.
Para outros o grande número de lugares históricos, arqueológicos e religiosos.
Mas todos concordam que é difícil definir a experiência de estar nesses lugares impares de nosso planeta.

Natureza, neve, deserto, mar morto, Massada, Jerusalém!
Na poeira das ruas de Israel, a evolução das civilizações em todas as suas eras. Sob o raiar intenso do sol, contrasta o primórdio e o moderno tudo banhado na fé.

Os povos que amam a terra oram juntos, porém separados. Cada qual com suas vestes, costumes e construções. Estando lá parece ser até possível encontrar-se com algum personagem histórico ou bíblico em alguma esquina.


Realmente um mundo de imagens únicas.

Programação geral e roteiro

Antes da viagem
Às vésperas da viagem, a Israel de Norte a Sul, promove um encontro para os seus participantes com a seguinte programação:

  1. Informações sobre os locais que serão explorados, usos e costumes de Israel - sob a responsabilidade do Ministério de Turismo de Israel;

  2. Dicas práticas de fotografia para uma terra tão especial em que os quatro climas estão presentes a cada dia alterando, naturalmente, as condições para fotografar;

  3. Neste evento estarão presentes três profissionais de imagens da imprensa especializada brasileira

  • Sergio Branco, diretor da revista FOTOGRAFE MELHOR

  • Tales Azzi, da revista VIAJE MAIS

  • Valdemir Cunha, jornalista e fotógrafo especializado em cultura, povo e geografia brasileira

Em solo israelense

  1. Cada pessoa do grupo receberá, oficialmente, um Certificado de Participação emitido pelo Governo de Israel

  2. Divulgação Digital

  3. Fotos selecionadas por experts serão divulgadas no site do Ministério de Turismo de Israel e no site da MaratonaFoto.com.

Em solo brasileiro

  1. Exposição - Israel dos Caminhos Dourados

  2. E, para fechar com chave de ouro, exposição das melhores fotos dos participantes desta viagem está programada para acontecer em Campinas e em São Paulo

Roteiro

BANDEIRA ISRAEL.jpg
ISRAEL 01.jpg

1º Dia - São Paulo/Istambul
Traslado de Campinas ao aeroporto Internacional de Guarulhos, para embarque em voo com destino a Istambul

 

2º Dia - Istambul 
Pela manhã, fotografia pelas ruas de Istambul terminando no Grand Bazaar.
A tarde fotografaremos as costas da Asia e Europa de barco em cruzeiro pelo Estreito de Bósforo terminando novamente nas ruas do Bazar de Especiarias

3º Dia - Istambul, Yaffa, Tel Aviv
Após Café da manhã, viajaremos para Tel Aviv, Israel. Fotografaremos o pôr-do-sol visto de Yaffa (Jope). Nessa mesma noite clicaremos essa milenar cidade, suas antigas ruas iluminadas os prédios históricos e linda vista do Mar mediterrâneo e Tel Aviv. Aproveitaremos ainda a noite de Tel Aviv para registrar essa vibrante cidade ao estilo ocidental às margens do Mediterrâneo

ISRAEL 02.jpg
ISRAEL 03.jpg

4º Dia - Carmelo, Acre
Sairemos na madrugada para fotografarmos o nascer do Sol do monte Carmelo com vista do Vale de Jezreel. Em Acre fotografaremos as criptas subterrâneas do Palácio das Cruzadas, depois clicaremos os comércios e pessoas no Mercado Árabe. Vamos fotografar Khan el Umdan, a mais antiga caravançarai de Israel. Conseguiremos fotos especiais do alto das velhas muralhas até o Faro Marinho. 
A noite existe a possibilidade de fotografar pelas ruas de Acre. 

5º Dia - Acre e Galiléia
Fotografaremos as cavernas marinhas de Rosh Hanikra Zafred. À caminho do sul, os cliques serão em direção às ruinas e belezas naturais de Cesaréia Marítima, às margens do Mediterrâneo. Depois, já na Galiléia, subiremos ao famoso Monte Arbel onde poderemos fotografar do alto o pôr-do-sol no Kineret (mar da Galiléia), as colinas da Galiléia e os Altos do Golan. 
A noite existe a possibilidade de fotografia livre pelas ruas de Tiberíades e Kineret (Mar da Galileia)

ISRAEL 04.jpg
ISRAEL 05.jpg

6º Dia - Galiléia e Colinas do Golan
No passeio de barco pelo Mar da Galiléia, teremos a chance de fotografar aves, montanhas, ruinas de cidades antigas e pescadores. Na montanha das Beatitudes, teremos a chance de clicar um dos mais belos jardins de Israel, além da vista maravilhosa do Mar da Galiléia. Proximo dali, fotografaremos as ruínas do famoso vilarejo de Cafarnaum e Tabgha. A tarde, fotografaremos Banias, suas ruinas, cachoeiras e o mirante. Também nas Colinas do Golan, registraremos as antigas bases militares da Siria de antes de 1967, povos Drusos do Golan e o Monte Bental que propicia uma vista maravilhosa da região.
A noite existe a possibilidade de fotografia livre pelas ruas de Tiberíades e Kineret (Mar da Galileia) ou banho no Mar da Galiléia

7º Dia - Eilat, Mar Vermelho e Neguev
Saindo ainda de madrugada fotografaremos o nascer do sol na Cratera de Ramon no deserto do Neguev. Faremos algumas paradas pelo deserto para Fotografar.
Em Eilat vamos fotografar no Museu Submarino de Eilat, onde se pode clicar o mar sem se molhar através de grandes vidros. Depois, para descansar um belo banho no Mar vermelho.
A noite existe a possibilidade de fotografia livre pelas ruas de Eilat  e Mar da vermelho.

ISRAEL 06.jpg
ISRAEL 07.jpg

8º Dia - Monte Sodoma, Massada, Mar Morto
Em direção norte, fotografaremos de cima do Monte Sodoma com uma vista maravilhosa do Mar Morto e montanhas da região. Depois subiremos à Massada para fotografia das ruínas de umas das mais ousadas e belas obras de Herodes o Grande, além da maravilhosa vista do Mar Morto. Terminaremos fotografando e banhando-nos no Mar Morto.

9º Dia - Jordão, Jericó, Ein Gedi, Jerusalém
Fotografaremos as expressões de fé no Rio Jordão (Yardenit), o sitio batismal, depois em contraste com as águas verdes de Yardenit, fotografaremos a parte mais lamacenta do Jordão em Kasser El Yahud. Caminharemos para fotografar a mais antiga cidade do mundo: Jerico, incluindo vista maravilhosa com teleférico ao Monte das Tentações. Depois terminaremos fotografando e nos refrescando no Oasis de Ein Gedi com suas montanhas, vegetação, Fauna e cachoeiras peculiares. Sairemos em Direção à Jerusalém.
 

ISRAEL 08.jpg
ISRAEL 09.jpg

10º Dia - Jerusalém
Saindo na madrugada, fotografaremos o nascer do Sol atrás do Monte das Oliveiras, vista da Cidade Velha de Jerusalém. Depois Andaremos por Jerusalém fotografando as pessoas, lugares e peculiaridades que só existem nesse fascinante lugar. Os túmulos, portas, muros e cemitérios. Os comércios, religiões, igrejas e pessoas. Desde o Monte Sião até o Vale de Josafá (ou Cedrom).
A noite existe a possibilidade de fotografia livre pelas ruas da cidade velha de Jerusalém.

11º Dia - Belém, Betânia e Nazaré
Fotografaremos as cidades palestinas de Belém e Betânia. Suas ruas, pessoas, comércios, construções e ruínas. Suas igrejas e sua fé. O cotidiano do Palestino. Em Nazaré, além da igreja da anunciação, clicaremos a bela vista do monte do precipício.
A noite existe a possibilidade de fotografia livre pelas ruas da cidade velha de Jerusalém.

ISRAEL 10.jpg
ISRAEL 11.jpg

12º - Jerusalém, São Paulo
Em horário oportuno, saída para o aeroporto para embarque em voo, com destino a São Paulo, fazendo as devidas conexões.
Chegada ao Brasil, traslado para Campinas.

 
ATACAMA 01.jpg

CHILE

Volar Travel e MaratonaFoto.com:
O GRANDE DESERTO DO ATACAMA 
07 DIAS / 06 NOITES

A Maratona ao Grande Deserto do Atacama, foi essencialmente planejada para proporcionar uma experiência fotográfica a um dos destinos mais surpreendentes e fascinantes do Continente Sul-americano. 

O deserto cobre uma área de aproximadamente 1.000 km de extensão e está localizado na região norte do Chile entre a Cordilheira da Costa, no Pacífico e a imponente Cordilheira dos Andes, a oeste.

A variação de altitude dessas montanhas que começam próximas ao nível do mar chegando até 6.683 m, funciona como uma barreira natural impedindo a chegada da umidade do oceano ao ou lado das montanhas.


Sendo assim, o Atacama é conhecido como o deserto mais alto, árido e provavelmente o mais antigo do planeta.

ATACAMA 02.jpg
ATACAMA 03.jpg

Nossa aventura fotográfica começa pela histórica vila de San Pedro,
com suas casas de adobe e arquitetura típica do deserto.

Será nossa base e ponto de partida em todos os destinos.

Instalada no coração do deserto, com uma vista constante do 
Vulcão Licancabur, San Pedro é o centro da cultura atacamenha e de 
civilizações que habitaram a região há mais de 11.000 anos.

Os spots escolhidos para essa maratona tem como destino 
lugares visualmente magníficos e emocionantes que incluem: 

 

  • Logo pela manhã, clicar o despertar do campo geotérmico, Gêiseres del Tatio, que expelem vapor e jatos de água formando um espectro de cores contra a luz do sol nascente;
     
  • Participar de um workshop noturno aproveitando o céu mais límpido do planeta para captar estrelas, todas elas!;
     

  • Desafio MaratonaFoto.com - Etapa Pueblo de San Pedro. Com o objetivo de estimular a criatividade, o desafio é realizar o registro mais original e emocionante das diferentes texturas forjadas e amontoadas pelos séculos de ocupação e miscigenação dos povos atacamenhos em San Pedro há 2400 metros de altitude;
     

  • Contemplar e escolher a melhor composição das amplas paisagens dos Vales da Lua, da Morte e do Arco íris;
     

  • Fotografar as lagoas alltiplânicas de cor verde-turquesa formadas pelo degelo dos vulcões no climax da hora mágica;
     

  • O Salar de Tara, uma imensa planície de sal cujas lagoas abrigam populações de três espécies de flamingos - visual garantido;
     

  • Retratar a imensidão do Salar de Tara tingido pelos flamingos que espelham seu vermelho na serenidade das lagoas;
     

  • Entre outros spots especialmente estudados e planejados para garantir as melhores imagens.


Venha conhecer e vivenciar conosco esta experiência seguindo o conceito do MaratonaFoto.com!

ATACAMA 04.jpg

Acompanhe abaixo o Roteiro Completo:

1° DIA - SÃO PAULO/BELO HORIZONTE > SANTIAGO > CALAMA > SAN PEDRO DE ATACAMA

Apresentação no aeroporto de São Paulo ou de Confins, para o voo com destino a Santiago com conexão para Calama. 

De lá, faremos um percurso de 100km, por terra, em direção a sudeste até San Pedro de Atacama, onde teremos 4 pernoites.

Chegada ao hotel e noite livre.

ATACAMA 05.jpg
ATACAMA 06.jpg
ATACAMA 07.jpg
ATACAMA 08.jpg

2° DIA  - SAN PEDRO DE ATACAMA > QUEBRADA DE GUATIN

Nosso primeiro ensaio fotográfico no deserto será na caminhada pela Quebrada de Guatin, um oásis no encontro dos rios Purifica e Puritama. Excelente para retratar o contraste entre o deserto rochoso e a vegetação ciliar cujos cactos gigantes e centenários podem alcançam 5m de altura. Ao fundo, montanhas e um céu azul intenso intensificam a profundida das fotografias. 

O local encontra-se próximo a San Pedro e proporciona uma caminhada repleta de clicks pelas encostas pedregosas e cobertas de centenas de cactos e diferente de tudo que iremos ver no deserto. Retorno ao hotel. 

Tarde livre para exploração e fotografia da vila da San Pedro. Localizada aos pés do Vulcão Licancabur, a 2.400m de altitude, San Pedro é considerada a capital arqueológica do Chile e entrada para quem visita o Atacama. A vila, com suas ruelas de casas de adobe, restaurantes e lojas de artesanato pode ser percorrida a pé e de carro para atrativos de curta distância: a Igreja de San Pedro construída de adobe,  madeira de cacto e couro de guanaco, é um legado dos colonizadores espanhóis; o Museu Arqueológico Padre Gustavo Le Paige possui um rico acervo com peças de cerâmica,  múmias e outros objetos que contam a história e  evolução dos povos atacamenhos;  as ruinas de Pukara de Quitor, uma antiga fortaleza inca, a 13 km de San Pedro,  é também um mirante com uma bela visão panorâmica. 

ATACAMA 09.jpg
ATACAMA 10.jpg
ATACAMA 11.jpg

Para a noite, fotografaremos o céu do deserto conhecido por ser o mais límpido do planeta, devido à altitude, aridez e pouca luminosidade. Essa atividade será guiada por especialista, num verdadeiro tour astronômico.

A visita ao observatório, onde se encontra um dos maiores telescópios privados da região, terá o acompanhamento de um astrônomo que nos ajudará a descobrir o céu do hemisfério sul com suas estrelas, constelações, planetas e galáxias.

Volta ao hotel. Pernoite em San Pedro de Atacama (C).

ATACAMA 12.jpg

3° DIA - VALE DO ARCO ÍRIS E VALES DA LUA E DA MORTE

Para aventuras deste dia, nos apresentam as surpreendentes paisagens do deserto com suas cordilheiras, montanhas coloridas, cânions, vales, dunas e arte rupestre. Saída do hotel em direção a Cordilheira de Domeiko para o amanhecer nas regiões de Matancilla e Vale do Arco íris, onde as rochas de diferentes minerais ganham tonalidades diversas num verdadeiro espetáculo de cores com a incidência da luz do sol.  


 

ATACAMA 13.jpg
ATACAMA 14.jpg
ATACAMA 15.jpg

No regresso, faremos uma parada para conhecer os petroglifos de Yierbas Buenas, desenhos milenares gravados num rochedo no meio do deserto, que mostram figuras de animais como llamas, vicunhas, flamingos e macacos. De lá, seguiremos para Cordilheira do Sal, dentro da Reserva Nacional Los Flamencos, para visitarmos um dos lugares mais procurados para a contemplação do pôr-do-sol, os Vales da Lua e da Morte, que no entardecer ganham formas que lembram a superfície lunar. Esse passeio nos levará as cavernas, vales, esculturas de sal, e as dunas de onde será possível fotografar paisagens indescritíveis, tendo ao fundo a Cordilheira dos Andes e o vulcão Licancabur. Volta ao hotel. Pernoite em San Pedro (C, BL).

ATACAMA 16.jpg
ATACAMA 17.jpg

4° DIA - LAGOAS ALTIPLÂNICAS E SALAR DE ATACAMA

Pela manhã, percorreremos aproximadamente 110km, em direção ao sudeste até as lagoas altiplânicas de Miñique e Miscanti, parte da Reserva Nacional Los Flamencos e próximas ao Salar de Atacama. Localizadas a 4.300m de altitude, essas lagoas de impressionante cor verde-turquesa são contornadas por uma branca camada de sal tendo sido formadas pelas águas de degelo dos vulcões do mesmo nome. 

O cenário é exuberante e as possibilidades para fotografia são inúmeras! As lagoas abrigam uma avifauna típica do altiplano e animais como viscachas, vicunhas e raposas são frequentemente observados.

 

ATACAMA 18.jpg

Na volta, parada para o almoço na vila de Socaire, comunidade tradicional de agricultores e artesãos e uma breve visita a vila de Toconao, para conhecer sua igreja colonial e as construções de liparita, uma rocha vulcânica encontrada na região.

Para o entardecer seguiremos para um outro setor da Reserva Nacional Los Flamencos, o Salar de Atacama, uma imensa planície de sal de 3.000km². Nessa região do salar, nosso último passeio do dia será a 
Lagoa Chaxa, um santuário natural que abriga diversas espécies de aves do altiplano incluindo os flamingos, que ali se reproduzem e encontram alimento. 

No local é possível caminhar pelas trilhas de sal em que as cores e texturas criam um contraste fantástico para a fotografia, juntamente com a vista das montanhas, vulcões e flamingos refletidos nas lagoas que são verdadeiros espelhos d´água. 

Volta a San Pedro. Pernoite em San Pedro (C, AL).

5° DIA – SALAR DE TARA E MONJES DE LA PACANA

Cerca de 140 km de San Pedro de Atacama e a uma altitude de 4.400 m, está o Salar de Tara, local perfeito para fotografar a encantadora fauna e flora típicas da região. As suas maiores atrações geográficas são Monges de Pacana, formações rochosas gigantes moldas pela erosão do vento cujas formas se parecem com monges. Ainda, temos as Catedrais de Cenizas formadas, principalmente de cinzas do Vulcão Llaima

Local maravilhoso para desfrutar de momentos de muita paz e captar, com tranquilidade, as imagens deste lugar particular.

Retorno a San Pedro de Atacama e noite livre (C,BL).

ATACAMA 19.jpg

6° DIA - GEISERES DEL TATIO E TERMAS DE PURITAMA

O nosso dia começará por volta das 4h da manhã, para chegarmos aos Gêisers del Tatio antes do nascer do sol, sendo o percurso de 90km em torno de 2h. Localizados ao norte de San Pedro, na Cordilheira dos Andes, a 4.320m de altitude, esse campo geotérmico é formado por dezenas de gêiseres, considerados os mais altos existentes. Os gêiseres tem sua origem no magma e são formados quando águas subterrâneas entram em contato com rochas quentes das profundezas da crosta terrestre, transformando-se em água fervente e vapor, que são expelidos através de fissuras para a superfície, sob enorme pressão e com temperaturas até 85°C. O passeio é conduzido dentro desse campo geotérmico e para que o vapor seja visível é necessário a baixa temperatura da manhã. Por isso, o passeio começa de madrugada e o café da manhã é servido no local.

ATACAMA 20.jpg
ATACAMA 21.jpg

No caminho de volta, faremos paradas para fotografar locais como o povoado de Machuca e visitar as termas de Puritama, para um relaxante banho nos poços de água que atingem 35°C e são ricos em propriedades medicinais. Retorno ao hotel durante a tarde. Pernoite em San Pedro (C, BL).

ATACAMA 22.jpg

7° DIA - CALAMA > SANTIAGO > SÃO PAULO OU BELO HORIZONTE

Pela manhã, transfer para o aeroporto de Calama e voo para Santiago com conexão para o Brasil (C).

Informações Importantes

Datas e preços sob consulta - Preencha o formulário e receba nosso contato e mais informações.

Hospedagem:

ATACAMA 24.jpg
ATACAMA 23.jpg
ATACAMA 25.jpg
ATACAMA 26.jpg

O pacote inclui:
 

  • Apoio contínuo da Equipe MaratonaFoto.com (localidades, fotografia, dicas, etc)

  • Passagem aérea voando TAM/LAN – classe econômica

  • 06 noites no Hotel Casa de Don Tomas, com café da manhã

  • Todos os tours descritos no roteiro serão privativos para: Quebrada de Guatin, Vale da Lua e da Morte,  Vale do Arco-íris, Lagoas Altiplânicas e Salar de Atacama, Geiser del Tatio, Salar de Tara e o Tour Astronômico

  • Alimentação conforme descrito no roteiro. C – Café da manhã -  BL – Lanche de campo -  AL – Almoço

  • acompanhamento, desde o Brasil, de guia especializada;  

  • traslados de chegada e saída (privativos);

  • seguro de assistência AssistCard.

O pacote não inclui:
 

  • Extras como lavanderia, telefonemas, entre outros.

  • Tudo o que não estiver apresentado no item "o pacote inclui".

Observações:
* Os voos e serviços podem sofrer alterações, sem aviso prévio.

ALERTA.jpg

Recomendações importantes:

Como se trata de uma área desértica e 
com alta luminosidade solar, 
é recomendável tomar algumas precauções:

 

  • A cidade de San Pedro está a uma altitude de 2.400 metros acima do nível mar. Alguns passeios estarão em torno de até 4.300 metros (Tatio e Lagunas Altiplânicas);

  • Beba bastante líquido, principalmente água, independentemente de ter sede ou não;

  • É altamente recomendável o uso de protetor solar e labial (mínimo fator de proteção 30) e hidrante corporal, devido a baixa umidade do ar;

  • Imprescindível o uso de óculos escuros, com boa proteção e chapéu;

  • As temperaturas variam de quentes durante o dia (média de 20° Celsius) e à noite podem cair abaixo de zero. Nos passeios em locais de alta altitude, em especial os de Gêisers del Tatio, sempre no período da manhã, as temperaturas estão abaixo de zero graus Celsius, podendo atingir 10° Celsius negativos. Por isso o vestuário deve ser apropriado. O melhor é usar a técnica "cebola", utilizando várias camadas de roupas finas para serem retiradas a medida que a temperatura aumentar. O ideal é uma "segunda pele", um casaco leve, tipo "fleece" ou "polar“ e um casaco “corta vento” apropriado para este tipo de ambiente;

  • Usar botas de caminhada confortáveis e quentes com meias térmicas e um par de sapatos leves para caminhada na vila para as horas de descanso;

  • Levar roupas de banho e toalha para a visita aos Gêisers e Puritama;

  • Ter sempre na mochila barras de cereal ou outros alimentos de sua preferência além da água;

  • A voltagem no Chile é de 220V

  • Tomada tipo C, portanto recomendamos levar um adaptador universal.

Maratona Foto LOGO.jpg

Breve dicas com seu equipamento fotográfico no Atacama:
 

  • Em alguns momentos faremos caminhadas para acessar os spots certos e portanto não esqueça de proteger seu equipamento em uma case ou mochila;

  • As paisagens são impressionantes então garanta espaço de armazenamento ou com cartões de memória extra ou algum dispositivo para descarregar garantindo o backup de seus arquivos;

  • Proteja suas lentes com filtro UV;

  • Leve um pincel e uma bombinha de ar manual para remover areia e pó;

  • O ar rarefeito torna o céu do deserto mágico numa 17mm;

  • Leve seu equipamento em bolsa equipada com saco protetor de "rápido acesso" para o caso de precisar proteger a câmera;

  • Tire algumas fotos do deserto com filtro polarizado, você vai se surpreender com as cores;

  • Não deixe equipamento em locais que podem aquecer demais como quartos fechados e carros;

  • Cuidado ao trocar lentes, principalmente se o deserto tiver ventando;

  • Não ponha suas malas de equipamentos sobre areia ou pó;

  • E sempre conte com nossa equipe que estará atenta e pronta para ajudar no que for possível.

 

Peru
O Peru é um país riquíssimo em todos os aspectos. 

Um lugar com cultura marcante, comida deliciosa, pessoas simpáticas, cidades belíssimas e com alto valor histórico e arqueológico.
Somam-se a isso cores, crianças lindas, diversidade e todo tipo de paisagem que se possa imaginar, incluindo vulcões, selva, desertos, oásis, praias, montanhas, neve, cânions e lagos. 

Simplesmente um paraíso para uma MaratonaFoto.com.
Para finalizar, Machu Picchu, a cereja do bolo, que dispensa comentários. Um prato cheio para um roteiro fotográfico incrível, capaz de transformar o seu olhar sobre a história e seu portfólio fotográfico!

PERU 01.jpg

Roteiro

BANDEIRA PERU.jpg

14 DIAS

1º DIA - IDA
Chegada em Lima / Noite em Lima

PERU 02.jpg
PERU 03.jpg

2º DIA - LIMA
A capital peruana possui uma bela arquitetura de influência espanhola, além de lindas vistas do alto de suas falésias. A cidade possui ainda uma cena gastronômica celebrada em todo o mundo, ruínas arqueológicas e o famoso parque das águas.

Manhã: Fotografia livre pelo centro histórico da cidade. Imperdível para registrar a arquitetura local.
 
Almoço em Miraflores

Tarde: Passeio em Miraflores, incluindo o famoso shopping Larcomar e o fotogênico Parque dos Namorados, inspirado na obra de Gaudi, ambos situados a céu aberto, na beira de uma falésia onde pessoas saltam de paraglider.
 
Noite: Jantar

3º DIA - LIMA
Visita à Huaca Pucllana, onde é possível apreciar pela primeira vez as ruínas Incas.

A tarde, visita ao Bairro de Barranco.

PERU 04.jpg

Noite: Parque das águas, com suas fontes iluminadas e dançantes, perfeito para fotografias noturnas.
 
Noite: Jantar

PERU 05.jpg
Maratona%20Foto%20LOGO_edited.png

4º DIA - IDA PARA PARACAS PELA MANHÃ
250 km em meio à uma estrada que cruza o deserto e pequenas cidades que dão uma boa noção do interior do Peru, com seus tuc tucs e casas "interminadas" para evitar a incidência de impostos.

PERU 06.jpg
PERU 07.jpg

Tarde: Reserva de Paracas 
Paracas, o lugar onde o deserto encontra o mar, formando uma paisagem cênica marcada por falésias gigantes e pelo contraste do azul do mar com o amarelo do deserto. Uma das paisagens mais dramáticas e belas do mundo.

PERU 08.jpg

Noite em Paracas

5º DIA - PARACAS
Pela manhã, passeio às Ilhas Ballestas, onde é possível apreciar o candelabro esculpido na rocha, um dos mistérios que envolve as antigas civilizações peruana, além da rica fauna marinha da região, composta por pelicanos, pássaros, pinguins, golfinhos, lobos do mar e leões marinhos concentrados em ilhas de formação geológica fascinante.

PERU 09.jpg
PERU 10.jpg

Ida para Ica – 70 km
Almoço em Huachina
Em Ica, um dos pontos altos da viagem, um deserto de dunas de areia clara e fofa com um oásis natural no meio.

PERU 11.jpg
PERU 12.jpg

Passeio de bugre pelo deserto: uma verdadeira montanha russa pelas dunas.
Sandboard.
Ônibus noturno para Arequipa

PERU 13.jpg

6º DIA - AREQUIPA
A cidade à beira de um vulcão possui um centro histórico simpático e alguns museus importantes, com destaque para o colorido Convento de Santa Catalina.
 
Noite em Arequipa

7º DIA - CANION DE COLCA
Saída para o Canion de Colca, passando por paisagens incríveis e típicas. 

São 160 km, nos quais será possível se aproximar do vulcão que cerca Arequipa, experimentar a folha de coca para amenizar os efeitos da altitude e encontrar locais e crianças vestidos com roupas tradicionais, além de lhamas e alparcas. 

São diversos os pontos de interesse até a cidade de Chivay, em Colca, incluindo vistas belíssimas, vilas de artesanato e até mesmo montanhas cobertas de neve nos locais mais altos.

PERU 14.jpg

Passeio pela pequena cidade Chivay, que parece parada no tempo, com seus banhos termais e seu mercado municipal super autêntico.

Noite em Colca no Hotel Casa de Mamayacchi – hotel lindo e confortável perdido em meio à isolada paisagem de Colca

8º DIA - CANION DE COLCA
Saída bem cedo para observar o voo dos condores.

PERU 15.jpg

Ida para Cusco por 380 km de estradas cênicas, passando por rios, vales, vilas e ruínas.
 Noite em Cusco

PERU 17.jpg
PERU 16.jpg

9º - CUSCO
Dia voltado para conhecer a bela cidade histórica peruana, de arquitetura rica e escadinhas super charmosas.

10º - CUSCO
Visita aos diversos museus, mercados e igrejas da cidade.

11º DIA - VALE SAGRADO E OLLANTAYTAMBO
Dia voltado para conhecer o Vale Sagrado dos Incas e sua rica história, incluindo vales, monumentos e ruínas, além da cidade de Ollantaytambo, única cidade da era inca no Peru ainda habitada.
 
Noite na charmosa cidade de Ollantaytambo

PERU 18.jpg

12º - IDA PARA ÁGUAS CALIENTES DE TREM
Tarde em Machu Picchu, para conhecer um dos lugares mais belos e do mundo e uma das obras mais importantes da humanidade. Um lugar mágico, repleto de história, misticismo e paisagens únicas, de tirar o fôlego.

PERU 19.jpg

Noite em Águas Calientes

13º - MACHU PICCHU
Subida na famosa montanha de Waina Picchu, para avistar as ruínas da cidade inca do alto. 
Uma experiência única e exclusiva.
Retorno para Cusco de trem
Noite em Cusco

14º - RETORNO PARA O BRASIL

PERU 21.jpg
 
ISLÂNDIA 01.jpg

Por que viajar para a Islândia? Clique na foto e descubra!
Ou, se já está convencido, acompanhe abaixo o Roteiro e prepare-se!

ISLÂNDIA 02.jpg

Texto e fotos - Flávia Vilhena - Traveler designer / MaratonaFoto.com
Noruega e Islândia são países altamente fotogênicos, com paisagens dramáticas de tirar o fôlego. Na Noruega, fiordes gigantescos invadem o mar em cenários de rara beleza, enquanto na Islândia campos de lava, vulcões, cachoeiras, áreas de atividade geotermal, praias de areia negra e paisagens lunares dão ao fotógrafo a nítida impressão de estar captando as imagens em outro planeta.

Ambos são o cenário perfeito para captar imagens de cair o queixo, principalmente no verão, quando o sol se põe por poucas horas e os fotógrafos são brindados com, nada mais nada menos, do que 
cinco horas de golden hour, o horário perfeito para o registro das mais belas fotografias.

ISLÂNDIA 03.jpg

Roteiro

Noruega e Islândia

14 DIAS

1º DIA - IDA
Saída do Brasil com destino a Stavanger, na Noruega.

Dia 2 – Chegada em Stavanger
- Noite em Stavanger.

Dia 3 – Passeios pelos fiordes próximos a Stavanger
- Noite em Stavanger.

ISLÂNDIA 04.jpg

Dia 4 – Ida para Bergen de ônibus
Passando por 210 km de estradas cênicas da Noruega, que incluem montanhas nevadas, rios de desgelo, florestas e inúmeros lagos que formam espelhos d’água incríveis.

ISLÂNDIA 05.jpg

- Chegada em Bergen.

Passeio pelo centro histórico da cidade (Bryggen), famoso pelas casas típicas de arquitetura nórdica à beira mar. Subida no mirante da Montanha Fløien para fotografar o pôr do sol com vista de toda a cidade.

 

ISLÂNDIA 06.jpg
ISLÂNDIA 07.jpg

- Noite em Bergen.

Dia 5 – Passeio de barco
Passeio de barco pelos fiordes próximos a Bergen, indo até Flam, uma pequena vila isolada do mundo, de onde parte a ferrovia cênica que liga a cidadezinha costeira à montanhosa Myrdal, em uma rota de paisagens indescritíveis.

- Noite – Ida para Reykjavik, capital da Islândia.

- Noite em Reykjavik.

ISLÂNDIA 08.jpg
ISLÂNDIA 09.jpg

Dia 6 – Campos de Lava
Pela manhã, caminhada pelos campos de lava, passando por tubos de lava e rachaduras tectônicas rumo ao vulcão Thrihnukagigur. 

O gigante de nome impronunciável tem 120 metros de profundidade e sua última erupção se deu há cerca de 4.000 anos. 

A visitação está aberta ao público desde 2012. A descida emocionante é feita nesse andaime, mas o frio na barriga vai muito além do proporcionado pela altura. 

As paredes da cratera, multicoloridas pela lava, são um espetáculo de cores e formas e uma cascata fina se forma dentro da montanha oca, em um show completo de luzes e sons. 

Ninguém nunca esteve tão próximo do centro da terra: um aventura de colocar inveja até em Julio Verne.

ISLÂNDIA 10.jpg

- Tarde: Passeio na Blue Lagoon, uma lagoa de água quente e cor azul turquesa leitosa, onde é possível tomar banhos termais e fotografar a rara beleza do local.

ISLÂNDIA 11.jpg

Dia 7 – Golden Circle
Passeio pelos principais pontos de visitação próximo à capital, conhecido como Golden Circle, que inclui um mergulho de snorkel em Silfra, a rachadura entre as placas tectônicas da América e da Eurásia, cuja transparência da água é uma das maiores do mundo e a formação geológica é incrível. O passeio passa ainda por mirantes, campos de atividade geotermal e gêiseres e a cachoeira de Gullfoss, uma das maiores do mundo.

ISLÂNDIA 12.jpg
ISLÂNDIA 13.jpg

- Retorno e passeio pelo centro de Reykjavik, uma cidade pequena e aconchegante, de vida noturna agitada e arquitetura inusitada.

ISLÂNDIA 14.jpg

- Noite em Reykyjavik.

Dia 8 – Ring Road
Partida para road trip pelo Ring Road, a rodovia de 1.332 km que circula toda a ilha. Trata-se de uma estrada simples e sem acostamento, mas com pouquíssimo movimento de carros. Por muitos quilômetros é possível que nosso ônibus seja o único veículo na pista, compartilhando paisagens maravilhosas com a grande população de carneiros da ilha. No primeiro dia iremos dirigir até a região do lago Myvatn, no norte da ilha, parando por diversas vezes em mirantes e locais de paisagens únicas.

ISLÂNDIA 15.jpg

- Noite na região do lago Myvatn.

Passeio noturno para fotografar o sol da meia noite.

ISLÂNDIA 17.jpg

Dia 9 – Atividade geotermal
Passeio na região do lago, incluindo duas crateras vulcânicas de rara beleza, campos de atividade geotermal, campos de lava, banhos termais, entre outros.

ISLÂNDIA 18.jpg
ISLÂNDIA 19.jpg

- Noite na região do lago Myvatn.

Dia 10 – Ida para Husavik
- Em Husavik teremos a possibilidade de avistar as baleias jubart.

ISLÂNDIA 20.jpg

- Continuação da Road Trip, rumo ao sul da ilha, passando pelos cenários mais incríveis do trajeto, incluindo paisagens lunares, vulcões, cânions, incontáveis cachoeiras e praias deserta de beleza única.

ISLÂNDIA 21.jpg
ISLÂNDIA 22.jpg

- Noite em Hofn.

Dia 11 – Icebergs
Passeio de barco entre icebergs pelo lago Jokulsarlon, onde constantemente é possível fotografar focas em seu habitat natural.

ISLÂNDIA 23.jpg

- Passeio no parque Skaftafell, o parque mais importante do país, onde é possível fazer trecking em um glaciar.

ISLÂNDIA 24.jpg

- Noite em Vik.

Dia 12 – Areia Negra
- Passeio pela praia de areia negra, em Vik.

ISLÂNDIA 25.jpg

- Retorno da Road Trip rumo a Reykjakik, passando por praias deslumbrantes e inúmeros glaciares e cachoeiras.

ISLÂNDIA 26.jpg
ISLÂNDIA 27.jpg

- Noite em Reykjavik.

ISLÂNDIA 28.jpg

Dia 13 – Partida para o Brasil

Dia 14 – Chegada no Brasil

Por que viajar para a Islândia?
Texto e fotos por Flávia Vilhena / Traveler Designer / MaratonaFoto.com

 

Iceland, a terra do gelo é, sem sombra de dúvidas, um dos lugares mais incríveis e fotogênicos do mundo. 

E, apesar do nome, 
a Islândia não é feita apenas de gelo. 


Ela também tem muito verde e ainda pode ser bastante acolhedora. 

Terra dos vulcões, dos intermináveis campos de lava, dos glaciares, dos gêiseres, das fontes termais e das incríveis áreas de atividade geotérmicas. É ainda a terra das cachoeiras, do sol da meia noite no verão, e da aurora boreal, no inverno.

Na Islândia, o relevo é incrível, as paisagens são incríveis e o clima.... ah o clima... o clima é cruel, impiedoso. Mas é exatamente isso que faz a Islândia ser a Islândia: bela, extrema e inóspita.

Uma das melhores experiências que nosso planeta pode nos proporcionar.

ISLÂNDIA 29.jpg

Na Islândia a Terra é viva. 
E é esplêndida, como você nunca viu.


Apenas para tentar traduzir em palavras, a sensação que se tem na Islândia é de nunca ter estado tão próximo do planeta.

Lá você pode senti-lo vivo, 
em pleno e perfeito funcionamento.


Vamos a uma pequena lista para confirmar isso:

1 - A Islândia é o único lugar do mundo onde, desde 2012, você pode entrar na cratera de um vulcão adormecido;

ISLÂNDIA 30.jpg

Descendo de andaime no vulcão Thrihnukagigur 120 metros dentro da Terra

2 - Na Islândia você terá a oportunidade de
mergulhar na rachadura existente entre as placas tectônicas da américa e da eurásia e ver, debaixo da água mais transparente do mundo, 
uma formação rochosa indescritível, 
que mostra a força geológica do nosso planeta;

ISLÂNDIA 31.jpg

Silfra - A rachadura entre as placas tectônicas. 
A transparência da água é incrível

3 - Lá você poderá tomar banhos termais em 
água quente azul turquesa, em meio a 
paisagens de tirar o fôlego;

ISLÂNDIA 32.jpg

Hot tubes na região do Lago Myvatn - Norte da Islândia

4 - Lá você também vai poder apreciar
enormes gêiseres em plena atividade;

ISLÂNDIA 33.jpg

Grande Geiser, no Golden Circle, próximo a Reykjavik, 
capital da Islândia

5 - Poderá dirigir por cerca de 1900km na 
Ring Road, rodovia que circula toda a ilha, 
apreciando as paisagens mais estonteantes que você já viu na vida, incluindo momentos em que parece que estamos na lua;

ISLÂNDIA 34.jpg

Um dos inúmeros glaciares localizados no sul da Islândia

6 - Vai poder se deleitar em 
incontáveis cachoeiras, algumas enormes, 
cravadas no meio das paisagens 
exuberante do país;

ISLÂNDIA 35.jpg

Cachoeira Skogafos, no sul do país

7 - Poderá ver baleias, focas e pássaros belíssimos, livres, em seu habitat natural;

ISLÂNDIA 36.jpg

E a baleia jubarte em Husavik, norte da Islândia

ISLÂNDIA 37.jpg

Foca no lago Jokulsarlon

8 – Na Islândia você vai poder andar entre campos de atividades geotermal e sentir o planeta vivo, em pleno funcionamento;

ISLÂNDIA 38.jpg

9 – Poderá também apreciar praias de
areia negra com formações rochosas belíssimas;

ISLÂNDIA 39.jpg

10 – Na terra do gelo, você poderá também fazer trecking em glaciares, 
esquiar, navegar em um lago cheio de icebergs e visitar cavernas de cristal;

ISLÂNDIA 40.jpg
ISLÂNDIA 41.jpg

11 – Vai pode viajar por 24 horas, sem ver a noite cair, ou assistir ao balé das luzes da aurora boreal, nas noites intermináveis de inverno;

ISLÂNDIA 42.jpg

E, quem sabe, irá comer a melhor sopa de
cordeiro do mundo.

Você, com certeza, nunca imaginou que uma sopa pudesse ser tão boa depois de um longo dia de MaratonaFoto.com!


Nos veremos lá, Flávia Vilhena.

12 – E vai ainda poder conversar com os islandeses e entender o verdadeiro significado na palavra isolamento;

ISLÂNDIA 43.jpg